Praias

Destinos

Moreré: um paraíso no litoral baiano

26/2/2007

Marina Silva
Destinos foto 1
+ fotos >
Por Marina Silva Que tal passar uns dias numa praia deserta, cercada de vegetação virgem e banhada por mar azul? Conhecida como Polinésia Baiana, a praia de Moreré, localizada na Ilha de Boipeba, arquipélago de Tinharé (BA), é um daqueles paraísos ainda conservados. Cercada por Mata Atlântica, manguezais, coqueirais e recifes que formam piscinas naturais, Moreré ainda mantém o encanto original graças ao trabalho de preservação dos moradores da Ilha de Boipeba. O difícil acesso à praia pode parecer um empecilho para a viagem. Na ilha não entram carros. Os percursos são feitos a trator ou a pé. O povoado não tem atracadouro, sendo o desembarque de carga e pessoas feito pela praia com ajuda de canoas. Quem parte de Salvador, despende entre cinco e nove horas para chegar a Moreré, a depender do meio de transporte escolhido. Porém, a recompensa é certa. A tranqüilidade do local garante o descanso, enquanto a beleza da praia oferece roteiros inesquecíveis. Nos últimos anos, o local passou a ser visitado por famílias e jovens mochileiros que convivem em harmonia. Durante o dia, um banho de sol, um mergulho no mar e uma boa caminhada são os atrativos. Descanso à sombra dos coqueiros, água de coco e sucos naturais de frutas. A noite é embalada pelo som dos pássaros, cigarras e grilos. As fogueiras iluminam a escuridão. Grupos tocam viola. Longe das luzes das grandes cidades, as estrelas brilham e convidam para um passeio à beira mar. Esse é o paraíso chamado Moreré. Conhecendo Moreré O nome do vilarejo vem do tupi e significa “acará-disco”, nome de um peixe . Não é à toa que a principal atividade econômica de Moreré é a pesca. Ainda pouco explorada, a região preserva uma grande abundância de peixes e mariscos usados nos pratos típicos locais. Vale a pena conhecer a vila de pescadores, viver seu cotidiano tão distinto das grandes cidades. O povoado é bastante rústico, com casas de pau-a-pique, sendo que muitas delas ainda não têm energia elétrica e usam fogão à lenha. Um telefone público atende a toda vila. As piscinas naturais formadas pelos recifes são a grande atração de Moreré. Durante a maré baixa, é possível ver milhares de peixes a olho nu. A água tem uma tonalidade azulada e os coqueirais que acompanham a areia da praia fazem de Moreré um local reconhecido como uma das praias mais belas do país. Não faltam opções de passeios para explorar a ilha: cavalgadas, caminhadas para locais próximos como Cova da Onça, passeios de canoa no estuário do Rio do Inferno, passeios de barco até a Ponta dos Castelhanos e em volta da Ilha de Boipeba. Onde ficar: Na pequena vila de Moreré, há diversas pousadas familiares, campings e casas para alugar. A quantidade de campings é grande, porém todos oferecem uma estrutura muito simples: cozinha, muitas vezes com fogão à lenha, banheiros e uma grande área arborizada para armar as barracas. Não é preciso fazer reserva e os preços variam entre R$ 6 e R$ 10, a diária. Quem busca mais conforto, uma opção é alugar chalés ou quartos de pousadas. A pousada Chalés Colibri — (75) 9981-2286 — é uma boa opção. A Pousada dos Ventos — (75) 9983- 9844 e 9983-9847— também oferece chalés numa área em frente ao mar. Há ainda a opção de alugar uma casa e curtir a estadia com mais privacidade. A agência Boipeba Turismo — (75) 3653-6097 — proporciona o serviço. O que comer: Quem vai a Moreré não vai ter o que reclamar da qualidade da comida. A atividade pesqueira na região provê uma grande variedade de peixes e mariscos frescos. A especialidade do local é a moqueca de camarão com banana da terra servida para duas pessoas, em todos os restaurantes, por cerca de R$ 28,00. O bolinho de aimpim com frutos do mar é outra iguaria especial de Moreré. Restaurante Ponto dos Meros - (75) 3653-6051 Como Chegar: Localizada a cerca 100 km ao sul de Salvador, a Ilha de Boipeba está situada próxima à cidade de Valença. De barco é possível partir de cidade da redondezas, como Valença, Graciosa ou Torrinhas. A travessia de lancha, que parte diariamente de Torrinhas, dura cerca de 25 minutos. Já os barcos fazem a viagem em cerca de 2h. Partindo de Morro de São Paulo, é possível chegar a Moreré de lancha rápida, cerca de 20 minutos, de barco, 3 horas ou de trator, num passeio de 2h pelas praias e matas da ilha. De Boipeba, um trator leva os passageiros até a vila de Moreré. >>conheça mais praias da Bahia, click aqui