Praias

MARAÚ



Inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) da Península de Maraú, este santuário ecológico revela uma variedade de ecossistemas costeiros, compreendendo águas interiores, estuários e o vasto Oceano Atlântico, bem como ecossistemas fluviomarinhos e terrestres, com uma diversidade de praias, restingas, recifes coralinos, manguezais, campos naturais e tipos florestais da Mata Atlântica com uma variada fauna e flora.

Do mirante na cidade alta, descortina-se uma bela vista do estuário de Maraú e da cidade baixa, incluindo a ampla área de feira e as embarcações do atracadouro. A beleza da cidade conquistou o escritor e aviador francês Antoine de Saint-Exupéry, autor de "O Pequeno Príncipe", que chegou, inclusive, a manter residência no povoado.

A importância de Maraú nos séculos passados se revela, ainda hoje, nos prédios de arquitetura antiga, em estilo português, do século XVIII.

Maraú

Maraú oferece:

Matérias relacionadas de Maraú

Dicas dos Viajantes

Fotos de Maraú Envie sua foto Praia | Surf | Mergulho
  • maraú/ba
  • marau/ba
  • maraú/ba
  • Maraú/BA

Já conhece Maraú ? Deixe seu Comentário
(1 Comentários enviados)

10/2/2012
Enviado por:
vera rigatto
informação errada!
"com a maré baixa, é possível percorrer de carro uma grande extensão do litoral... é triste ver um comentário desse num site de informação, de um local que se busca preservar, evitando qq equip. motorizado a rodar pela praia."
Como Chegar em Maraú

Exibir mapa ampliado

Está a 425km de Salvador

Sair de Salvador via ferry-boat até o Terminal Marítimo de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica. A partir daí, seguir pela BA-001, sentido sul, até Camamú. De lá, embarcações partem até Barra Grande, diariamente, das 07h às 16h30´. De barco, são cerca de 1h40´. De lancha, o percurso é mais rápido 25´min.

Obs: Em Camamú, há estacionamentos pagos, onde se pode deixar o carro para efetivar a travessia até Barra Grande. A cobrança é de acordo com o número de dias em que o veículo permanecer no local.

Uma outra opção é sair de Salvador pela BR-324 e seguir direto pela BR-101 até o entroncamento com Ubaitaba, de onde se pega a BR-030 para Maraú.

Obs: O acesso rodoviário até Maraú, via BR-030, só foi aberto na década de 60, quando da criação do Porto de Campinho. Todavia, a estrada não é asfaltada, portanto, com tempo chuvoso, o melhor é ir mesmo de barco, a partir de Camamu.

Publicidade



Praias - Maraú

Praia de Barra Grande:
Praia central do povoado de mesmo nome, Barra Grande tem suas belezas distribuídas em 2 km de praias dentro da Baía de Camamu. No local existem dois ancoradouros, um responsável pelo desembarque de turistas, que chegam de Maraú, Valença e Morro de São Paulo, e o outro, que recebe os barcos pesqueiros da região. O traço mais marcante do local são as piscinas naturais, que se formam em toda a extensão praia. Estes aquários formados pela natureza apresentam uma beleza singular, sendo excelentes para banhos em família, e para o mergulho livre. Com a maré baixa, é possível percorrer de carro uma grande extensão do litoral, chegando bem próximo a Itacaré. Nas noites de verão, as cabanas de praia organizam festas, responsáveis pela animação dos visitantes.

Praia da Ilha do Campinho:
Dotada de uma boa estrutura, que inclui bares, restaurantes e até pista de pouso para aviões, tem por característica, oferecer boas condições para a prática de esportes náuticos. A paisagem inclui areias bem alvas, margeadas por um cordão de coqueiros e pela vegetação de restinga. Suas águas são mornas e tranqüilas, oferecendo deliciosos banhos a qualquer hora.

Praia de Algodões:
Com longos 15 km de extensão, esta bela praia de águas esverdeadas e transparentes é o palco ideal para belos mergulhos. Apesar de apresentar boas condições para banho em qualquer fase da maré, é durante a vazante que surgem inúmeras piscinas naturais, boas para a caça submarina. Ainda durante esse período, em que o mar se apresenta recuado, é possível conhecer inúmeras outras praias da região, desde que a bordo de um veículo motorizado.

Praia de Saquaíra:
Situada à frente do vilarejo de mesmo nome, esta praia destaca-se pela sua vocação para a prática de esportes náuticos. Durante a vazante da maré, surgem algumas das maiores piscinas naturais da região, perfeitas para a pesca, e para deliciosos momentos em família.

Taipús de Fora:
Talvez seja este o grande destaque entre as belezas de Maraú. Sua paisagem é indescritível, com coqueirais, mata atlântica e areias super claras, cortadas por córregos nativos que descem até o mar. O local foi apontado por revistas especializadas, como sendo um dos mais belos de todo o litoral brasileiro. O atributo que garantiu este status são suas piscinas naturais, que durante a maré baixa, surgem promovendo um espetáculo bem colorido. São as maiores em tamanho e biodiversidade entre todas da Costa do Dendê, proporcionando ao visitante, mergulhando ou não, momentos "terapêuticos" de total comunhão com a natureza.

Praia do Aibim:
Conservando as características da região, com águas calmas e transparentes, o Aibim, com 8 km de extensão, também é bastante procurado para a prática de esportes náuticos, incluindo o mergulho. Na sua porção sul, encontra-se um belo lago e o Rio Piracanga, pouco profundo e perfeito para banho.

Praia dos Três Coqueiros:
Local paradisíaco, marcado por generosos corais e algumas belas falésias, Três Coqueiros, pela proximidade com Barra Grande, possui também uma boa infra-estrutura, que inclui até uma pista de pouso. Durante a vazante da maré, com veículo motorizado, o visitante pode chegar até bem próximo a Itacaré, e conhecer um trecho do belo Rio de Contas. Este mesmo trajeto, no entanto, não é indicado durante a maré alta, mesmo com tração 4x4.

Ponta do Mutá:
Boa para o banho, esta praia de águas transparentes tem, como principais traços, algumas grandes rochas que afloram na superfície da água, além de uma vegetação diversificada, que mescla restingas, coqueiros e Mata Atlântica nativa.

Voltar Maraú oferece

ILHAS DE MARAÚ: - Maraú

Pequena vila de pescadores, a Ilha do Sapinho desenha uma bela paisagem de manguezal no mar de águas cristalinas. Do alto da passarela, tem-se uma visão completa do extenso manguezal.

Na ilha, o visitante pode apanhar as mais diversas frutas diretamente do pé: manga, carambola, cacau, caju, jenipapo, araçá, entre outras. O almoço é imperdível. Frutos do mar é o ponto forte. Nos cativeiros dos restaurantes, o visitante pode escolher seu futuro prato ainda vivo - lagostas, caranguejos e gaiamuns - e a forma de preparo.

Após aproveitar as iguarias culinárias de Sapinho, a pedida é atravessar de barco os 200 m que a separam da Ilha do Goió e relaxar à sombra das árvores que enfeitam a paisagem da ilhota formada por manguezal e com uma estreita faixa de areia branca e fina, enfeitada por conchas. De quebra, um banho no marzão de águas tranqüilas.

Voltar Maraú oferece

Cachoeiras de Maraú - Maraú

Na Baía de Camamú, em meio ao mar de águas límpidas, matas, rios e mangues, o Rio Maraú despenca em um queda d´água alucinante de 30 metros de largura por 5 de altura, formando um grande lago, ideal para recarregar as energias e aproveitar toda a natureza do lugar. Ponto de encontro do rio com as águas salgadas do mar, o resultado é um banho refrescante na temperatura ideal. De brinde, o visitante ainda pode se deliciar na hidromassagem natural aos pés da queda d´água.

Uma pequena trilha leva ao topo da cachoeira, moradia de extensos seringais. Ali existe também uma curiosa serraria abandonada movida a água e um antigo canal de uma pequena usina hidrelétrica que funcionou no local.

Para chegar a este pedacinho do paraíso, a melhor opção é seguir de lancha pelos rios do Céu e de Maraú, passando por manguezais selvagens e rústicos, até chegar à cachoeira. Se preferir, pode seguir de carro pela BR - 030. A cachoeira fica a 25km de Maraú.

Dica:
O local não possui nenhuma infra-estrutura para a recepção dos turistas, portanto, leve lanche e água.

Voltar Maraú oferece
Crédito: Fonte: Bahiatursa / Fotos: Jfreitas * arquivo Bahiatursa
Gostou? Então veja mais de 100 PRAIAS neste Guia